27

jun

Quais são as principais armas não letais?

Quais são as principais armas não letais?

 

Bala de borracha

Quando é – usada Para conter tumultos violentos em manifestações ou rebeliões

O que é – Como uma bala normal, ela tem uma cápsula com pólvora para impulsioná-la e uma ponta – a parte que atinge o alvo. A diferença é que a ponta não é de metal como nas balas comuns, mas de borracha. A vantagem desse material é que ele não perfura a pele. Mas a bala de borracha pode causar ferimentos graves se atingir o rosto ou até mesmo ser fatal em pontos como a garganta. Por isso os tiros só devem ser dados na direção das pernas

Gás lacrimogêneo

Quando é – usado Para dispersar multidões e também em operações de resgate

O que é – Já chorou cortando cebola? É essa a sensação causada pelo gás lacrimogêneo. Ele parece uma granada e pode ser jogado com a mão ou com uma arma lançadora. Não confundir com as bombas de efeito moral. Estas podem ser de vários tipos: tem as que explodem fazendo só muito barulho, as que emitem luz intensa para ofuscar e as que soltam fumaça. Nada disso machuca, mas, quando estouram, as bombas soltam fragmentos que podem ferir

Spray de pimenta

Quando é – usado Como arma de defesa pessoal ou para dispersar tumultos. É raro, mas também pode ser usado no resgate de reféns. Neste caso, é lançada uma grande quantidade do gás no ambiente em que está o seqüestrador

O que é – O gás que sai é chamado de agente OC (Oleoresina capsicum). Capsicum é um gênero de pimentas de onde é extraída a capsaicina, substância que causa forte irritação nos olhos e nas vias respiratórias. O efeito de um jato na cara pode durar até 40 minutos!\

Taser

Quando é – usado Tem função parecida com a do bastão de choque, imobilizando agressores. A grande vantagem é que o taser pode ser usado a longa distância

O que é – – 1. O taser parece uma pistola comum, mas tem uma “bala” diferente. O gatilho aciona um sistema de ar comprimido e ainda regula uma descarga elétrica / 2. Impulsionado pelo ar comprimido, dois dardos são lançados em direção ao alvo. Os dardos ficam conectados à pistola por fios metálicos que podem chegar a quase 11 m / 3. Os dardos penetram 2,5 cm na pele e transmitem descargas elétricas de até 50 mil volts – igual ao bastão de choque. É possível dar descargas contínuas mantendo o gatilho apertado

Bastão de choque

Quando é – usado Como arma de defesa pessoal ou em ações para imobilizar um fugitivo suspeito ou um agressor

O que é – Popularmente conhecido como “choquinho”, este pequeno aparelho emite descargas elétricas de até 50 mil volts, mas de baixa amperagem, o que só paralisa o agressor. Sua utilização é simples: não precisa mirar, nem nada, é só encostar o aparelho na pessoa para provocar o choque. Das armas listadas aqui é a única que não tem uso controlado no Brasil

Vem mais por aí!Ainda em testes, novas armas que não matam parecem tiradas do cinemaDISPARO SÔNICOO que é – Inicialmente foi desenvolvido no meio militar como um equipamento de áudio para transmitir avisos a longas distâncias, sem deixar o som “rachado”, incompreensível. Logo surgiu a idéia de transformá-lo numa arma não letal para dispersar multidões, pois ele pode emitir um som insuportavelmente alto para o ouvido humanoProblema – Ainda está em fase de testes. O grande desafio para os pesquisadores militares é que não dá para direcionar o som para uma área específica que se queira atingir

ONDAS QUENTES

O que é – O ADS – sigla em inglês para “sistema ativo de recusa” – emite ondas invisíveis que penetram até 0,4 milímetro na pele. Essa radiação faz com que as moléculas de água da região atingida se agitem – princípio parecido com o do forno de microondas – “queimando” a pele das pessoas e dispersando uma multidão

Problema – A pele tem várias espessuras. Nas pálpebras, é de só 0,3 milímetro e as ondas atingiriam os olhos. Além disso, numa multidão, as pessoas perto do ADS não conseguirão se afastar a tempo de evitar queimaduras graves

Fonte: Mundo Estranho – Editora abril

por Luiz Fujita Júnior

Postado por:

Mirian Bazote

“Segurança é prevenção; Prevenção é cuidado; Cuidado é habito!

1 comentário Quero comentar!

  • André L. S. Pinto — 18 de dezembro de 2012 @ 20:51

    Gostaria de dizer que não se usa mais este termo ” armas não letais” e sim armas menos letais, pois se o profissional não souber utilizar este equipamento ele pode se tornar letal.


Leave a comment