18

fev

ABORDAGENS

ABORDAGENS

998889_532445943469556_834908843_n“Abordar é o ato de aproximar se de uma pessoa, a pé, motorizada ou em edificação e que emana indícios de suspeição, que tenha praticado ou que esteja na iminência de praticar ilícitos penais”

 

 

 

 

 

 
Regras Básicas para qualquer abordagem:

1 – Por que estou realizando a abordagem;

2 – O que busco com a abordagem;

3 – Conhecimento legal;

4 – Onde procurar o que busca na abordagem;

5 – Informar a pessoa que esta sendo abordada, no momento conveniente o porque da abordagem.

 

PRINCÍPIOS DA ABORDAGEM

 

SEGURANÇA – Acercar-se de todas as cautelas necessárias para diminuição dos riscos de perigo.

SURPRESA – É apanhar de imprevisto, furtivamente de sobressalto. O fator surpresa contribui decisivamente para segurança dos executores da abordagem, pois é dissuasivo psicológico da resistência, propiciando o êxito da ação.

RAPIDEZ – Quanto mais rápida for a ação, maior a surpresa e menor a possibilidade de reação. A rapidez não deve comprometer a SEGURANCA.

AÇÃO ENÉRGICA – Demonstração de força física, moralmente falando (tom de voz). A tonalidade de voz deve ser forte, robusta, eficaz, firme e resoluta. O cidadão suspeito ou infrator deve sentir que há decisão por parte dos que executam a abordagem e que ao menor esboço de reação poderá resultar em conseqüência prejudicial a si mesmo. É o uso da energia sem violência e sem arbitrariedade.

 

1ª ABORDAGEM – VISUAL (fazer leitura dinâmica)
Em relação ao ambiente – Observar:

– localização;

– vias de acesso;

– vias de fuga; (onde estão as portas e janelas)

– existência de obstáculos: muros, cercas elétricas, cães, etc;

– existência de pessoas hostis; (nunca fique de costas para outras pessoas)

– enfim, faça uma análise superficial do ambiente.
Em relação a(s) pessoa(s) – Observe:

– Estado físico/psicológico – de animosidade, agitação, consciência;

– Visualização corporal;

– Objetos que possa ter nas mãos, na cintura, sob o chapéu, sob a roupa, etc;

– Potencialidade de dano e possibilidade de uso dos objetos que possam estar próximos dela, etc;

 

2ª ABORDAGEM – VERBAL
– Mantenha desde o início posição e distância de segurança

– Cumprimente, pergunte como tem passado, como está o seu dia, enfim, seja amistoso;

– Apresente-se, diga seu nome e profissão;

– Informe o que veio fazer;

– Verbalize de maneira firme, clara e concisa, não use termos muito técnicos;

– Analise se a situação lhe é favorável;

– Caso lhe pareça favorável, sob o aspecto de segurança, execute a missão;

– Entendendo não ser o momento adequado, use o bom senso, recue e peça o auxílio;

– Lembre-se que a SUA SEGURANÇA está em primeiro lugar.

 

3ª ABORDAGEM – FÍSICA
Ao aproximar-se do indivíduo:

– Suspeite sempre;

– Não subestime;

– Torne-se alvo difícil (não dê as costas para o indivíduo);

– Aborde com energia rapidez e objetividade (procure ser o mais breve possível);

– Vigie sempre as mãos do suspeito – 97% das pessoas reagem com o uso das mãos;

– Afaste o suspeito do local de origem (chame a pessoa para chegar próximo de uma parede; sair de perto de um grupo de pessoas; sentar em uma mesa afastada de outras pessoas e de preferência suas costas voltada para a parede);

– Não desvie a atenção do suspeito;

– Não deixe que o suspeito coloque as mãos no bolso (poderá ter uma arma).

Mirian Bazote.

Nenhum comentário Quero comentar!

No comments yet.


Leave a comment