03

dez

A que ponto chegamos!

A que ponto chegamos!

Morador contrata ‘escolta’ para chegar ao ponto de ônibus em SP
FELIPE SOUZA
LEANDRO MACHADO
de são paulo
28/11/2014 02h00
Sair de casa para o trabalho está mais difícil na região de Pedreira, na zona sul de São
Paulo. Com o alto número de roubos, um grupo de moradores resolveu contratar, desde
o início do ano, seguranças particulares para acompanhá-los da porta de casa ao ponto
de ônibus.
Os vigias cobram R$ 60 por mês para levar e às vezes até esperar o coletivo passar.
Uma moradora que pediu para não ser identificada disse ter mudado o horário no
trabalho para evitar o período mais crítico. “Em janeiro, fui assaltada por três pessoas
quando chegava à noite em casa. Estavam armados.”
Lalo de Almeida/Folhapress

Em seguida, segundo ela, o trio rendeu um motorista e fugiu levando-o junto. A vítima
foi agredida e depois deixada em uma favela.
De janeiro a outubro deste ano, foram registrados 2.806 roubos no 98º DP (Jardim
Miriam), que investiga as ocorrências da região. O número equivale a uma média de 9,2
crimes por dia, 47,3% maior que em 2013, quando houve 1.905 ocorrências do tipo.
A Folha foi à região na terça-feira (25) e não encontrou, das 4h30 às 6h30, nenhum
carro policial. Moradores disseram que dois homens em uma moto tentaram assaltar, na
segunda, uma mulher que chegava do trabalho, mas se atrapalharam e desistiram.
Os moradores que não pagam pelo serviço particular esperam outros vizinhos para não
andarem sozinhos.
O delegado da 6ª seccional, Valter Sérgio de Abreu, disse que implantou um plano de
repressão a roubos na região e solucionou mais de 400 crimes desde julho.
“Prendemos 154 criminosos, apreendemos 230 menores, recuperamos 402 veículos e 20
armas de fogo. O número de homicídios caiu 37,9% e o de roubos de carros, 14%, o que
causou uma provável migração criminosa, que está sendo combatida com veemência”,
disse.
Ele ressalta que para que o policiamento seja direcionado com mais precisão, é preciso
que todas as ocorrências criminais sejam registradas.
ALERTA
Moradores de três condomínios do bairro Umuarama, em Osasco (Grande SP),
resolveram ironizar a rotina de assaltos e furtos na avenida Presidente João Goulart.
No domingo (23), eles colocaram uma faixa na entrada da via com a mensagem:
“Amigos e familiares, atenção. Não nos visitem. Garanta sua segurança, cuidado ao
andar e não estacione por aqui! Este é um conselho das inúmeras vítimas que aqui
residem.”
“Quebram vidros dos carros. Já contamos mais de 40 assaltos nos últimos quatro
meses”, diz o analista de sistemas Flavio Malaquias, 31.
A Polícia Militar disse que o policiamento na região foi reforçado e que está fazendo
operações constantes em áreas estratégicas da região

http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2014/11/1554500-morador-contrata-escolta-para-chegar-ao-ponto-de-onibus.shtml

 

1 comentário Quero comentar!


Leave a comment