27

abr

03

fev

Profissional Completo

profissional completo

profissional completo

As competências técnicas são o “Saber” e são compostas por:
• Domínio técnico da área de formação;
• Raciocínio qualitativo;
• Raciocínio quantitativo.

As competências comportamentais são o “Ser” e são compostas por:
• Empreendedorismo;
• Ética pessoal e corporativa;
• Comprometimento (accountability);
• Equilíbrio emocional;
• Relacionamento interpessoal;
• Consciência e diversidade intercultural;
• Flexibilidade.

As competências gerenciais são o “Saber Fazer” e são compostas por:
• Liderança
• Visão global e pensamento estratégico
• Gestão de pessoas e conflitos
• Processo de vendas e negociação
• Trabalho em equipe
• Gerenciamento e entrega
• Processo de tomada de decisão
• Etiqueta empresarial
• Cultura e valores organizacionais
gestor

postado por:

Compartilhar

twitter email

28

jan

08

jan

07

jan

Clonagem de cartões

A Dinâmica das fraudes e furtos em caixas eletrônicos:

No início dos anos 80 os bancos brasileiros começavam a investir em sistemas informatizados. A cidade de Campinas no interior de São Paulo foi a primeira a receber um caixa eletrônico instalada pelo Banco Itaú.
No Brasil há 118 caixas eletrônicos para cada 100 mil pessoas adultas, de acordo com o Banco Mundial, o país é o maior em número de caixas eletrônicos no mundo. Isto representa muitas oportunidades para os fraudadores instalarem “skimmers”, também conhecidos como dispositivos ‘Chupa Cabra’.


A Dinâmica das fraudes e furtos em caixas eletrônicos:

Trabalho em equipe

Alterar um caixa eletrônico é uma atividade arriscada, exige atenção e método, quase nunca é executado por um único indivíduo. Organizam-se de forma a observar a aproximação das possíveis vítimas potenciais bem como das autoridades policiais.

Atos preparatórios

À primeira vista, é apenas um cliente realizando suas operações bancárias em um caixa eletrônico, age com discrição procurando não chamar a atenção para si.

Dispositivo ilegal

Na realidade, o indivíduo está colocando um tipo de dispositivo flexível dentro do caixa eletrônico, para “capturar” o cartão de débito do próximo usuário da máquina.
“O malware conhecido como Chupa Cabra, o Trojan-Spy. Win32.SPSniffer tem muitas variações desenvolvidas no Brasil, e atua desde 2010 afetando dispositivos de pontos de venda e teclados para inserção de senha. Esses dispositivos são conectados a um computador por uma porta USB ou serial para a comunicação com o software de transferência eletrônica de fundos. O cavalo de Tróia infecta o computador e captura os dados transmitidos por essas portas. A senha é criptografada logo que é inserida, normalmente usando a criptografia DES tripla. Porém, a faixa 1 de dados (número do cartão de crédito, data de validade, código do serviço e CVV) e os dados públicos do chip não são criptografados no hardware de dispositivos antigos e desatualizados. Eles são enviados em texto simples para o computador através de portas USB ou seriais. A captura desses dados é suficiente para clonar o cartão de crédito. ”
A vítima

Quando o cliente for usar o caixa, seu cartão será retido e a transação impedida.

A captura do cartão

O cartão foi capturado, o cliente está confuso e tentando entender o que aconteceu. Aí entra em cena o fraudador, oferecendo-se para ajudar.

O “auxiliador”

O fraudador, que se demonstra solicito em ajudar e prestar assistência, está memorizando a senha da vítima.

Obtendo a senha do cartão

Ele convence a vítima (cliente) de que poderá recuperar seu cartão, se ele teclar seu número de senha. O que é mentira, pois nesse momento o fraudador memoriza os números teclados pela vítima.

A desistência

Depois de várias tentativas, o cliente se convence que o cartão foi capturado pelo caixa eletrônico. E junto com o fraudador deixa a cabine.

“Recuperando” o cartão

Após identificar que o cliente foi embora, o fraudador regressa para sacar o cartão que foi capturado com seu dispositivo, colocado anteriormente. Agora ele tem o cartão e também a senha da vítima.

O prejuízo

Em posse do cartão e da senha, o fraudador saca o dinheiro do caixa eletrônico.

O dispositivo

É feito de papel de radiografia (raio-X), possui uma colocação escura e se parece com o mesmo material utilizado onde se introduz o cartão nos caixas eletrônicos, por isso não desperta suspeita nos usuários.

Funcionalidade do dispositivo

O dispositivo é colocado na abertura onde se introduz o cartão magnético, deixando para fora uma pequena ponta para que ele fique preso e não seja totalmente engolido pela máquina.

Recuperando o dispositivo

Uma vez que o cliente foi embora, o fraudador poderá despregar as pontas do dispositivo inserido na máquina e retirar o cartão da vítima.

Observação Importante

Uma vez que o cliente tenha seu cartão retido na máquina, ele deverá observar no caixa eletrônico se existe algo introduzido no local onde se coloca o cartão magnético – se tiver, retire e recupere seu cartão, comunicando imediatamente o banco.

Clonagem detectada, o que fazer?

 Assim que perceber qualquer irregularidade no uso do seu cartão, no saldo das suas contas ou fatura de cartão de crédito, é ligar para a SAC – Serviço de Atendimento ao Consumidor, do seu banco e bloquear o cartão. Anote o dia e horário da ligação, o nome do atendente, o número do protocolo e qualquer outra informação que você considere relevante.
 Após bloquear o cartão, dirija-se imediatamente à delegacia mais próxima à sua residência e faça um Boletim de Ocorrência (B.O), relatando o ocorrido. Peça na delegacia a emissão do B.O em duas vias.
 Assim que possível, vá à sua agência relate o acontecido ao seu gerente, entregue uma via do B.O, e peça a ele que assine a sua via com a data de entrega do B.O.
 A partir daí a responsabilidade de detectar a fraude é do banco, que deve reembolsá-lo e tratar de todos os procedimentos legais. No geral, os bancos têm entre 5 a 20 dias para proceder ao reembolso e, se for da sua vontade, providenciar um novo cartão de crédito.

Mirian Bazote

postado por:

Compartilhar

twitter email

06

jan

TRT da 3ª Região dá boa definição da função do vigilante

Em uma ação trabalhista ocorrida em Minas Gerais, um funcionário de shopping center pediu à Justiça diferenças salariais alegando ter sido contratado como vigia, mas exercendo funções de vigilante. Apesar de obter êxito em primeira instância, o TRT-3 reformou a decisão e definiu de maneira precisa o que um vigilante faz. A reclamada esclareceu à época que sua função era de Agente de Segurança, com as funções de coordenar o fluxo de pessoas, prestar atendimento ao público e acionar a polícia se verificasse alguma situação envolvendo a segurança de pessoas, mas não trabalhava armado, não fazia transporte de valores nem fazia vigilância ostensiva do estabelecimento.

O acórdão diz:

“A função do vigilante se destina precipuamente a resguardar a vida e o patrimônio das pessoas, exigindo porte de arma e requisitos de treinamento específicos e exercendo função parapolicial. Não pode ser confundida com as atividades de um simples vigia ou porteiro, as quais se destinam à proteção do patrimônio, com tarefas de fiscalização local. O vigilante é aquele empregado contratado por estabelecimentos financeiros ou por empresa especializada em prestação de serviços de vigilância
e transporte de valores, o que não se coaduna com a descrição das atividades exercidas pelo autor, ou
seja, de vigia desarmado, que trabalhava zelando pela segurança da reclamada de forma mais branda,
não sendo necessário o porte e o manejo de arma para se safar de situações emergenciais de violência.”
Fonte: Conjur

postado por:

Compartilhar

twitter email

05

jan

ABORDAGENS

“Abordar é o ato de aproximar se de uma pessoa, a pé, motorizada ou em edificação e que emana indícios de suspeição, que tenha praticado ou que esteja na iminência de praticar ilícitos penais”

“Abordar é o ato de aproximar se de uma pessoa, a pé, motorizada ou em edificação e que emana indícios de suspeição, que tenha praticado ou que esteja na iminência de praticar ilícitos penais”

PRINCÍPIOS DA ABORDAGEM

SEGURANÇA – Acercar-se de todas as cautelas necessárias para diminuição dos riscos de perigo.
SURPRESA – É apanhar de imprevisto, furtivamente de sobressalto. O fator surpresa contribui decisivamente para segurança dos executores da abordagem, pois é dissuasivo psicológico da resistência, propiciando o êxito da ação.
RAPIDEZ – Quanto mais rápida for a ação, maior a surpresa e menor a possibilidade de reação. A rapidez não deve comprometer a SEGURANCA.
AÇÃO ENÉRGICA – Demonstração de força física, moralmente falando (tom de voz). A tonalidade de voz deve ser forte, robusta, eficaz, firme e resoluta. O cidadão suspeito ou infrator deve sentir que há decisão por parte dos que executam a abordagem e que ao menor esboço de reação poderá resultar em conseqüência prejudicial a si mesmo. É o uso da energia sem violência e sem arbitrariedade.

1ª ABORDAGEM – VISUAL (fazer leitura dinâmica)

Em relação ao ambiente – Observar:
– Localização;
– Vias de acesso;
– Vias de fuga; (onde estão as portas e janelas)
– Existência de obstáculos: muros, cercas elétricas, cães, etc;
– Existência de pessoas hostis; (nunca fique de costas para outras pessoas)
– enfim, faça uma análise superficial do ambiente.

Em relação a(s) pessoa(s) – Observe:
– Estado físico/psicológico – de animosidade, agitação, consciência;
– Visualização corporal;
– Objetos que possa ter nas mãos, na cintura, sob o chapéu, sob a roupa, etc;
– Potencialidade de dano e possibilidade de uso dos objetos que possam estar próximos dela, etc;

2ª ABORDAGEM – VERBAL

– Mantenha desde o início posição e distância de segurança
– Cumprimente, pergunte como tem passado como está o seu dia, enfim, seja amistoso;
– Apresente-se, diga seu nome e profissão;
– Informe o que veio fazer;
– Verbalize de maneira firme, clara e concisa, não use termos muito técnicos;
– Analise se a situação lhe é favorável;
– Caso lhe pareça favorável, sob o aspecto de segurança, execute a missão;
– Entendendo não ser o momento adequado, use o bom senso, recue e peça o auxílio;
– Lembre-se que a SUA SEGURANÇA está em primeiro lugar.

3ª ABORDAGEM – FÍSICA

Ao aproximar-se do indivíduo:
– Suspeite sempre;
– Não subestime;
– Torne-se alvo difícil (não dê as costas para o indivíduo);
– Aborde com energia rapidez e objetividade (procure ser o mais breve possível);
– Vigie sempre as mãos do suspeito – 97% das pessoas reagem com o uso das mãos;
– Afaste o suspeito do local de origem (chame a pessoa para chegar próximo de uma parede; sair de perto de um grupo de pessoas; sentar em uma mesa afastada de outras pessoas e de preferência suas costas voltadas para a parede);
– Não desvie a atenção do suspeito;
– Não deixe que o suspeito coloque as mãos no bolso (poderá ter uma arma).

Mirian Bazote.

postado por:

Compartilhar

twitter email

11

dez

Curiosidade

02

dez

25

nov

Curso: “DIREITO DO TRABALHO PARA GESTORES E COORDENADORES DE SEGURANÇA”

Caros colegas da área de SEGURANÇA.

Desenvolvi esse curso com base em minha experiência de vinte anos na Gestão de Segurança. Terá como foco as questões jurídicas que envolvem as relações trabalhistas e suas implicações no bom andamento das empresas.
Traremos uma linguagem jurídica, porém, completamente acessível para os profissionais não formados em Direito.

Lançarei em fevereiro de 2.016 um curso de extensão em:
extensão
Curso de 120 horas – as 3ª e 5ª feiras das 19h às 22.30h – 100% presencial
Curso voltado aos profissionais de área de segurança, com ênfase nas questões cotidianas do segmento.
Direito individual do trabalho
Direito Coletivo do Trabalho
Negociações Sindicais
Terceirização e Responsabilidades Trabalhistas
Cálculos Trabalhistas
Provas e a Justiça do Trabalho
Direito Previdenciário e acidentário.
Estudos de Casos (análise de documentos, leitura de holerites, processos trabalhistas com audiência simulada com a participação dos alunos, mesa de negociação, etc)
Investimento: 6 parcelas de R$ 280,00
Curso será ministrado por professores especialistas em cada assunto, com minha coordenação.
Mais informações: mirianbazote@proordem.com.br

postado por:

Compartilhar

twitter email
Página 1 de 2012345...1020...Última »